Primeiros mirtilos do meu jardim

Com uma doçura quase que um pouco amarga, uma cor roxa forte, os pequenos mirtilos escondem uma verdadeira riqueza, os flavonóides. Estes potentes antioxidantes protegem o corpo da acção dos radicais livres responsáveis pelo envelhecimento, cancro, doenças cardiovasculares, cataratas, glaucoma, entre outras doenças. São também ricos em vitamina C, fibra solúvel e insolúvel, taninos, vitamina E, manganésio e riboflavina. Um tesouro nutricional que deveria ter um lugar privilegiado na alimentação de todos.

Pela minha parte, estas pequenas maravilhas que colhi vão fazer parte do meu pequeno- almoço de amanhã 🙂

Advertisements