Dia da Mãe e um Bolo especial

Para o Dia da Mãe tinha que escolher uma receita especial. Queria um bolo novo, saboroso, que não fosse difícil de fazer e que me saísse bem logo á primeira. Não foi preciso procurar muito, bastou ir ao Flagrante de Delícia e escolher.

Escolhi o Bolo de Banana com Morangos e fiquei rendida. Consegui seguir a receita á risca (algo difícil para mim, como já sabem) e como foi aprovada por toda a família, principalmente pela minha mãe, sei que fiz a escolha acertada.

DSC_0203

Bolo de Banana com Morangos

(4 pessoas)

250 g de banana descascadas (2 a 3 unidades)

125g de manteiga amolecida

225g de açúcar

2 ovos

1 colher de chá de essência de baunilha

1/2 colher de chá de canela

180g de farinha de trigo

7 g de fermento químico

200g de morangos sem pé

Pré-aquecer o forno a 180ºC.

Untar com manteiga e polvilhar com farinha, uma forma com cerca de 18 cm de diâmetro.

Amassar as bananas com um garfo.

Bater a manteiga com o açúcar, até ficar um preparado cremoso. Juntar a banana, os ovos, a canela e a baunilha, sem deixar de bater.

Adicionar a farinha peneirada com o fermento e bater apenas para ligar todos os ingredientes.

Colocar a massa na forma.

Cortar os morangos em quartos e colocar uniformemente sobre a massa.

Cozer durante cerca de 45 minutos ou até que um palito inserido no centro da massa saia seco.

Deixe arrefecer ligeiramente dentro da forma, antes de desenformar.

Bon appétitt!!

Advertisements

Crumble de Maçã

Bem, esta receita foi inspirada pelos crumbles que a Leonor de Sousa Bastos tem no blog Flagrante Delícia. Sim, porque seguir á risca a receita é sempre difícil. No entanto, como fiquei de olho numa receita de lá, prometo segui-la sem qualquer alteração.

Todos aqui em casa aprovaram a receita e por isso deixo aqui a sugestão.

Crumble

Crumble de maçã

5 maçãs

1 colher de sopa de canela

1 colher de sopa de açúcar

1/2 cálice de vinho do porto

 

130 g de manteiga

60 g de floco de aveia

100 g de farinha

60 g de açúcar

Pré-aquecer o forno a 180 ºC.

Cortar as maçãs aos cubos pequenos. Numa taça, adicionar ás maças, a canela, o açúcar e o cálice de vinho do porto. Reservar.

Numa outra taça, misturar a farinha, o açúcar e os flocos de aveia. Adicionar a manteiga cortada aos cubos pequenos e trabalhar com a ponta dos dedos até obter uma massa granulosa.

Colocar a maçã num pirex e deitar por cima o crumble.

Cozer no forno durante 25 – 30 minutos ou até ficar dourado.

Bon appétit!!

Crumble 2

Coelho estufado com espargos cozidos e arroz

Toda a comida sendo preparada com tempo e temperada com amor é incapaz de sair mal. Penso que seja esta a principal razão para a comida “da mãe” ser sempre a melhor do mundo. Tudo é preparado com carinho, com muitos anos de experiência e truques, que não vêm escritos em lado nenhum, mas que vão sendo transmitidos de boca em boca, desde o tempo das nossas bisavós.

Uma das especialidades da minha mãe é o coelho estufado, cujo truque está na marinada. Deixo-vos a receita para experimentarem!

Coelho

Coelho estufado

1 coelho

vinho branco q.b.

2 folhas de louro

2 dentes de alho grandes

1 ramo de alecrim fresco

1 cebola grande

azeite q.b.

sal q.b.

A preparação começa no dia anterior, com a marinada. Coloca-se o coelho partido aos bocados numa bacia com vinho branco (de forma a o cobrir), folhas de louro, dentes de alho cortados ás rodelas, alecrim fresco. Deixa-se ficar assim até ao dia seguinte, tendo a atenção de o virar pelo menos uma vez.

Numa panela de pressão colocar 1 cebola grande cortada ás rodelas, azeite e o alho da marinada, liga-se o lume e deixa-se alourar a cebola. Adiciona-se apenas o coelho para lourar um bocado. Passados uns 4-5 minutos adiciona-se um pouco da marinada coada e acrescenta-se água até cobrir o coelho, tempera-se com sal. Fecha-se a panela de pressão e quando começar a apitar, marca-se 35 minutos no temporizador.

Depois deste tempo desliga-se o lume, abre-se a panela e vê-se se o coelho está mesmo cozido. Se ainda não estiver, coloca-se novamente ao lume, sem pressão, durante o tempo necessário para ficar pronto (normalmente o tempo que referi é suficiente, visto o coelho ser uma carne tenra).

Acompanhei o coelho com arroz branco e espargos cozidos mas também fica muito bem com puré.

Bon appétit!!!

Sweet like a cocoa heart

“The Maya believed that cocoa held the power to unlock hidden yearnings and revealed destinies.”

(citação do filme “Chocolate”)

Se o cacau tem estes poderes que o filme refere não sei mas que a minha cozinha foi invadida por um cheiro maravilhoso de bolachas de cacau acabadas de fazer, isso tenho a certeza. Um cheiro irresistível e reconfortante que, nestes dias frios de Inverno, aquece o coração de qualquer um.

Bolachas de Cacau

Bolachas de Cacau

3 chávenas de farinha (usei 400 g)

1/2 colher de chá de sal fino

1/2 colher de chá de fermento

1 chávena de manteiga amolecida (usei 200 g)

1 chávena e 1/2 de açúcar em pó (usei 1 chávena)

2 ovos grandes

1 colher de chá de extracto de baunilha

2/3 de chávena de cacau

Misturar a farinha com o fermento e sal, reservar. 

Misturar a manteiga com o açúcar, ovos, baunilha e cacau com a ajuda da batedeira. Adicionar a mistura da farinha, um pouco de cada vez. Formar uma bola, envolver em plástico e refrigerar no mínimo 1 hora para endurecer.

Ligar o forno.

Estender a massa numa superfície enfarinhada, na espessura que preferir. Cortar a massa na forma desejada, limpar qualquer resto de farinha que tenha ficado com a ajuda de um pincel. Colocar as bolachas num papel vegetal, um pouco espaçadas entre si e levar a cozer por cerca de 8 a 11 minutos, ou até os bordos ficarem firmes e o centro ligeiramente fofo.

Deixar arrefecer numa rede de pastelaria.

Bon appétit!!

(receita retirada do site Smitten Kitchen)