Crumble de Maçã

Bem, esta receita foi inspirada pelos crumbles que a Leonor de Sousa Bastos tem no blog Flagrante Delícia. Sim, porque seguir á risca a receita é sempre difícil. No entanto, como fiquei de olho numa receita de lá, prometo segui-la sem qualquer alteração.

Todos aqui em casa aprovaram a receita e por isso deixo aqui a sugestão.

Crumble

Crumble de maçã

5 maçãs

1 colher de sopa de canela

1 colher de sopa de açúcar

1/2 cálice de vinho do porto

 

130 g de manteiga

60 g de floco de aveia

100 g de farinha

60 g de açúcar

Pré-aquecer o forno a 180 ºC.

Cortar as maçãs aos cubos pequenos. Numa taça, adicionar ás maças, a canela, o açúcar e o cálice de vinho do porto. Reservar.

Numa outra taça, misturar a farinha, o açúcar e os flocos de aveia. Adicionar a manteiga cortada aos cubos pequenos e trabalhar com a ponta dos dedos até obter uma massa granulosa.

Colocar a maçã num pirex e deitar por cima o crumble.

Cozer no forno durante 25 – 30 minutos ou até ficar dourado.

Bon appétit!!

Crumble 2

Advertisements

Esparguete com legumes assados e atum

Noutra vida devo ter sido Italiana pois gosto de pasta em todas as formas e feitios. Acho que sou mesmo incapaz de me enjoar de a comer.

Podem-se fazer mil e uma combinações, tendo por limite apenas a imaginação de cada um: perfeito! A imaginação ditou e hoje para jantar pode ser esparguete com legumes assados e atum.

Massa com legumes

(receita para 4 pessoas)

1 couve coração pequena

6-8 cogumelos frescos (para saltear)

1/2 beringela grande

8 a 10 couves de bruxelas

1 lata de atum em água

2 dentes de alho ralados

azeite q.b.

sal q.b.

oregãos q.b.

Esparguete para 4 pessoas

Ligar o forno.

Começar por cortar a couve coração em juliana grossa, os cogumelos em fatias, a beringela aos cubos, as couves de bruxelas ao meio. Lavar todos os legumes e coloca-los num pirex para ir ao forno. Temperar com azeite, alhos ralados, sal e oregãos a gosto. Mexer com as mãos até ficar tudo bem envolvido. Levar ao forno, até começar a tostar mexendo a meio da cozedura, para assim tostarem por igual.

No entretanto, levar o esparguete a cozer.

Quando os legumes estiverem pronto, deite-os por cima do esparguete.

Bon appétit!!

Pastéis do mar

O que é hoje o jantar? Ainda não sei.

Queria comer alguma coisa diferente mas não estava com “desejos” de nada em específico. Resolvi dar uma vista de olhos pelos meus livros de culinária com esperança que tivesse uma ideia “inspiradora”. As páginas iam passando e nada me inspirava, até que me lembrei da receita desta massa, que já cheguei a fazer aqui no blog com recheio de beringela. Perfeito! Mas como não tinha beringela resolvi rechear os pastéis com aquilo que tinha na despensa e no frigorífico.

O que vamos jantar? Pastéis do mar 🙂

Pastel Continue reading

Peixinhos da Horta: mas onde está o peixe?

Pois…. não está! É que de peixinho não tem mesmo nada, nem forma, nem alimento, só tem mesmo a horta (no feijão verde).

Peixinhos da Horta

É um prato fácil de fazer e que eu associo muito à minha infância. A minha mãe fá-los na perfeição, não segue receita (mantêm sempre a tradição de fazer “tudo a olho” como a avó lhe ensinou) mas eu estive a tentar quantificar os ingredientes para ser mais fácil, caso queiram experimentar fazê-los.

3 ovos

1 chávena almoçadeira de água (pode ser preciso mais)

4 colheres de sopa de farinha

300 g de feijão verde

sal q.b.

óleo para fritar

Primeiro cozer o feijão verde cortado ás tiras. No entretanto, bater os ovos inteiros com farinha. Depois vai-se juntando água até ficar com uma consistência semelhante à massa de crepe (nem muito grosso, nem muito fino). Temperar com sal a gosto

Quando o óleo da frigideira estiver bem quente deitar uma colher de sopa de massa, colocar 2 a 3 fatias de feijão verde e colocar mais um pouco de massa por cima, apenas para ligar. Escorre-se bem e estão prontos a servir.

Bon appétit!!!

Já agora, será que alguém sabe de onde vem o nome “peixinhos da horta”?